Neste romance policial escrito por Paula Santino, vamos conhecer a história de Katherine, que após testemunhar um crime terrível acaba parando no programa de proteção a testemunhas.

“Ele ajudava a resolver o que havia por trás da morte dos outros… porque nunca conseguiu resolver o que havia por trás da morte da própria mãe.”

Katherine trabalha com a música, e seu amor por ela é muito grande, o que levou ela a convencer sua melhor amiga Harriet a ir em um concerto com ela. Só que esse concerto custaria muito caro para as duas. Katherine sai no meio do concerto por estar se sentindo mal, e nisso acaba presenciando um homem ser morte por outros três, e nesse momento sua melhor amiga decide ver como ela estava, e acaba sendo morta.

“A melhor mentira é aquela baseada na verdade”

Mas o pior de tudo é que os assassinos faziam parte de uma gangue muito perigoso, e Katherine tinha visto o rosto deles. Com isso ela passou a receber ameaças dos assassinos, fazendo que ela entrasse para o programa de proteção a testemunhas. Durante o trajeto para um local seguro os bandidos a encontram e matam o policial que estava com ela, e quem a salva é Andrew, o detetive responsável por seu caso, o que força os dois a fugirem juntos e coloca Andrew como a “babá” de Katherine.

“Era ele quem precisava de mim. Era ele que parecia sofrer, e a única coisa que eu queria fazer agora era tirar toda a dor que ele sentia… nem que eu tivesse que pegá-la para mim”

O fato de os bandidos saberem exatamente o dia, a hora, e como Katherine seria transportada, deixa uma suspeita no ar: havia um informante entre eles. Agora Andrew teria que proteger a garota, pois ela era a única que poderia depor e prender os assassinos e assim poderiam destruir a perigosa gangue. Mas algo inesperado acontece, os dois acabam se apaixonando, lenta e gradativamente, mas isso é inadmissível, já que Katharine era o trabalho.

“Você não precisa se desculpar por ter que precisar de alguém”

Gostei da história do livro, da escrita da autora, mas em alguns momentos me senti bipolar, pois não gostava, principalmente nas primeiras partes em que Katherine ficou “presa” no local seguro sem ter nada o que fazer, e de repente amava. Mas adorei as cenas de ação, que são bastantes no livro, e do romance desenvolvido. Se você é fã de romances policiais, com certeza vai gostar de Horas Sombrias.

Página do livroCompre agora

Escrito por Letícia de Pinho da Silva
Sou escritora de alma e coração. Tenho 22 anos, e muita vontade de cursar letras. Tenho o canal e blog, Mundo de Fantasias, e possuo um sério problema: amo séries, livros e filmes mais do que o normal.